As moedas digitais são uma nova espécie de dinheiro virtual que utiliza a criptografia para proteger a criação de moeda e a transferência de quantias dentro da rede. Também conhecidas como criptomoedas ou moedas virtuais, as moedas digitais surgiram em 2009 e foram popularizadas ao redor do mundo inteiro através do seu principal expoente: o Bitcoin.

Todas as moedas reconhecidas oficialmente são criadas pelos bancos e sistemas financeiros de algum país, que detêm o controle sobre todas as transações realizadas e informações a respeito de todos os usuários. Assim, a administração da moeda é centralizada por estas instituições, que possuem poder de regulamentação sobre este dinheiro.

As criptomoedas, por sua vez, funcionam a partir de uma rede descentralizada. Isso significa que elas não podem ser controladas da mesma maneira que as moedas comuns, não se submetendo à regulamentação de nenhuma autoridade financeira. Por conta disso, abrem-se várias novas possibilidades e maneiras de utilizar as moedas digitais, criando grandes oportunidades para investidores interessados.

Desta maneira, não é exagero afirmar que as criptomoedas podem mudar sua vida. Confira a seguir como funcionam as moedas digitais e de que maneira você pode tirar proveito deste novo tipo de dinheiro disponível no mercado!

Como funcionam as moedas digitais?

Se as moedas digitais não possuem uma entidade que emite e regula suas transações, como elas funcionam? O primeiro passo importante é entender que as criptomoedas são autorreguladas: o número de moedas em existência é administrado de forma a controlar a economia e a valorização das moedas digitais. O Bitcoin, por exemplo, tem taxas máximas de mineração para que não possa ser criado arbitrariamente, garantindo seu valor de mercado.

As transações são feitas através de uma rede peer-to-peer, também conhecidas pela sigla P2P, que enviam a moeda diretamente entre endereços – como são organizadas as “contas” no mundo virtual. Em vez de possuir um servidor central mediador desta transferência, a rede utiliza todos os dispositivos conectados para trabalhar de forma conjunta no gerenciamento da troca.

Todos os pagamentos são registrados no blockchain, que é o “livro razão” dos Bitcoins. Para serem aceitos pelo sistema, todas as transações devem possuir o tipo certo de assinatura digital para serem encaixados no histórico de transações e serem efetivados no sistema. Na prática, todos estes recursos de criptografia e gerenciamento descentralizado aumentam a segurança dos dados e do sistema de moedas digitais.

Como podem ser utilizadas e armazenadas?

As moedas digitais podem ser utilizadas para realizar pagamentos a qualquer pessoa e em qualquer lugar do mundo. Em teoria, podem ser empregadas para pagar qualquer bem ou serviço, uma vez que não existem regras quanto ao que pode ou não ser comprado com Bitcoins. Com o crescimento das criptomoedas, cada vez mais empresas estão aceitando as moedas virtuais em todas as partes do mundo.

A armazenagem das moedas é um processo simples. Cada pessoa pode ter um ou mais endereços que pode utilizar para enviar ou receber dinheiro. Antes de adquirir moedas, no entanto, é necessário providenciar uma “carteira”, que será responsável por guardar a chave de acesso do usuário aos seus endereços. Uma mesma carteira pode armazenar várias chaves privadas, podendo atender a vários endereços de um mesmo usuário.

Além disso, existem vários tipos diferentes de carteiras, permitindo que cada usuário escolha a opção mais prática e segura para o seu caso. Muitos usuários também optam por utilizar mais que um tipo de carteira – elegendo vários modelos para os objetivos diferentes que possui com seus endereços.

Por que as moedas digitais podem mudar a sua vida

As moedas digitais são um novo modelo de dinheiro que pode facilitar a vida de muita gente. Por não responderem a nenhuma entidade financeira, elas são universais – funcionando da mesma forma em qualquer lugar do mundo. As transações de Bitcoins são imunes a bloqueio e instantâneas, fazendo com que os pagamentos e transferências de moedas sejam processos muito rápidos e práticos.

A criação de endereços não exige identificação para o seu uso. Isso facilita sua utilização por pessoas que não possuem contas em bancos ou que desejam preservar sua privacidade no ambiente online. Além disso, as moedas digitais são muito seguras e oferecem grande potencial de valorização.

Por serem autorreguladas, o controle da quantidade de moedas garante que elas manterão seu valor de mercado: foi estipulado um limite máximo de existência de 21 bilhões de Bitcoins no mundo. Quando este total for atingido, continuará para sempre tendo apenas esta quantia disponível no mundo inteiro, o que pode valorizar a moeda ainda mais.

Por conta disso, o investimento em moedas digitais entrou em voga nos últimos anos e está cheio de histórias de investidores que alcançaram altas taxas de lucro graças às criptomoedas. A progressiva e intensa valorização das moedas virtuais faz com que elas ofereçam grandes oportunidades de negócio para investidores, possibilitando grande rendimento e sucesso financeiro mesmo em curtos espaços de tempo.

Bitcoin: uma grande oportunidade de investimento

O surgimento das criptomoedas foi uma inovação no campo financeiro que veio para mudar a relação do mundo com o dinheiro. Além de um novo modo de utilizar a moeda de forma integrada e universal, o Bitcoin oferece uma imperdível oportunidade de entrar neste mercado e lucrar com a expansão da moeda virtual.

Agora que você já sabe o básico, conheça mais sobre os Bitcoins. Baixe agora mesmo nosso e-Book e descubra tudo sobre essa moeda digital que está dando o que falar!

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *